Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2012

Liberdade - Ao Pé De Mim Asas De Ti Nossos Céus - Freedom - The Foot Of Our Ti Me Wings Of Heaven -

Se por um segundo tiveres que:
De mim
Te ir...
Que te vás na certeza Das bênçãos desses meus olhos Abençoadores que velarão De saudade e zelo Os mistérios dos teus céus.
Se tens que ficar... Que fiques então
Na certeza que esse meu coração Silenciosamente sempre com amor A Ti sorrirá Ciente de que Teu: 
Ir... Vir... Ficar.
Não são meros acasos do ocaso Que o tempo e espaço Marcam no destino de cada um de nós. Independente da terra,do céu Onde permanecem invictos Ao pé de mim asas de Ti,

A liberdade dos nossos céus Que não recuam e não entregam-se Jamais.


Loubah Sofia – Alma Feita De Ti


Dedicado a Minha Raena 
Fotografia: Raena David Arquivo Pessoal
Publicado noPEAPAZ 
e no WAF

Crimes Contra Os Direitos Humanos +Direitos Do Autor- ก่ออาชญากรรมต่อสิทธิมนุษยชนสิทธิ + ผู้เขียนร่วม

No meio literário tanto virtual como secular existe toda uma intrínseca rede complicada no referente à protecção do autor, isso a incluir não só pequenos textos avulsos, como toda uma obra como livros e enxertos,artigos, monografias, etc, mas também fotografias, imagens, telas, vídeos, musicas, idéias projectadas.
Partilhar, divulgar, fazer propaganda publicitária de certa forma, deixou de ser algo complicado, com as ferramentas disponíveis na internet, com a disponibilização do computador e vários programas de designer gráfico,dispostos de forma rápida e fácil, toda ou qualquer pessoa actualmente pode criar e divulgar teu trabalho, só fica a questão em dúvida:
Como proteger teu trabalho?
Existem várias formas de protecção como oCreative Commons, mas também de jeito mais seguro ainda, segue algumas orientações fáceis de serem postas em práticas, com isso evitando futuramente transtornos desnecessários:
Podes por meio d’uma editora idônea, ter teu trabalho registado na Fundação da Bibliote…

Também Pertenço A Esse Clube Do Coração -Этот клуб также принадлежат сердца -

Я считаю,в нескольких минутахпутижизни,  никто не должен быть забыт.
Hélder Gonçalves

Meu amor vem de longe:My liefde kom van ver af:

Eu Ronilda David/Loubah Sofia  Tenho ORGULHO da Minha Raça,  de QUEM SOU!


Dos confins da terra! do principio de tudo, das alvas manhãs onde aves livres, voam. Do Homem que ali encerra, genuíno, em nudez,povoam.
Meu amor vem de longe:
Do uivar dos lobos ao vento, em harmonia com outros gritos, de tudo que por ali prolifera, na imensidão virginal da Terra, grandeza sinfónica em movimento, suprema omnipotência, ali prospera.
Meu amor vem de longe:
Nas suas veias corre a essência da pureza, do genuíno imaculado que, em gerações tal sinal foi-lhe dado, nos gritos dos lobos, do Homem livre que, ali, o bastão lhes foi prestado A seguir obra dos Deuses, ficou jurado!
Meu amor vem de longe:
Confronto,com mundo bem diferente seus valores, raízes – cultura de antanho Em violento choque, em dor sobrevive Na luta perene - a limpidez do diamante, na essência da mãe natureza, seu ditame: simplicidade da vida e honra flamante!
Meu amor vem de longe.

Do carmo, junho 2012

Hélder Gonçalves



Fotografia: Arquivo Pessoal José David …

Valorização Das Prioridades: Receptividade Superior /Évaluation des priorités: une plus grande réactivité

Inconformismo: Mil razões Contra Os Impossíveis

Hecatombes Sociais Os Senhores Do Grande Capital - Hecatombs The Lords of the Great Social Capital

A sociedade de consumo - The consumer society

Pressão Financeira $Juros Obscenos Na Ordem Dos 50% - Financial Pressure Obscene $ Interest In Order Of the 50%

Os Ganhos & Recompensas

Poeta não existe

Medos

As Origens Do Refúgio

O VERBO é a vida da palavra que jamais morre,
deve ser amada e respeitada para não ser deturpada
com as tolas vaidades que matam a magia
II

A madrugada já ia ao longe e o dia pintava-se de mansinho em alguns pontos do céu, o Príncipe Fernando, lá estava sentado em seu belo e luxuriante jardim, tendo aos seus pés a cadelinha inseparável companheira fiel, do outro lado o gato sonolento, e a dormitar no espaldar da cadeira, o papagaio.
O Princípe de braços cruzados, alongava o olhar ao seu redor, dantes aquilo tudo tinha tanta vida, ali já fora um lar de tantos risos, palco d’amor e ternuras, onde a vida brotava do chão em cada flor, em cada árvore, no perfume do ar bailava tantos sons felizes, ali era o seu reino, o seu castelo, ali reinava na plenitude da sua realização. Mas depois de tantos combates em guerras que pareciam não ter fim, deixava-se estar, naquele torpor mudo de luto entristecido por demais, foram muitas baixas, percas das quais ele nunca mais iria refazer-se como dantes. …